"Sítio onde está luz; lanterna, farol" - José Pedro Machado, Vocabulário Português de Origem Árabe

.posts recentes

. Nome de fera

. A fala

. A riqueza

. Controlo ou Controle?

. Bencatel

. Aldrabão

.arquivos

. Novembro 2016

. Setembro 2015

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Outubro 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Junho 2006

. Março 2006

Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

A fala

"Era verdade. Durante uns dias o cão [ Kurika] não falou. Digo bem: não falou. A fala é muito complicada. Está antes da palavra, como a poesia. E aquele cão falava. Falava com os seus vários modos de silêncio, falava com os olhos, falava, até, com o rabo, falava com o andar, com as inclinações da cabeça, com o levantar ou baixar das orelhas. Daquela vez calou-se por completo. Não falou com nenhum dos seus sinais. Nem sequer com o seu silêncio."

 

Manuel Alegre, in  "Cão Como Nós",

   Publicações Dom Quixote, Janeiro de 2008, 16ª edição, pág.s 119.

 

Obs.:  Kurika estava zangado pois pensava que o tinham abandonado.

 

Tó Zé

publicado por Tó Zé às 04:57
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds